R. Sete de Setembro, 363 - Americana, SP
55 (19) 3461.7048 - (19) 3461.1865
ipamericana@ipamericana.org.br
Tema do Mês
Fé centralizada na pessoa de Cristo
Lucas 2. 11
 
 
 
Mensagens
 
03/04/2016
DEUS CUIDA DE NÓS

Deus cuida de nós - Naum 3.1-19

P1 Nínive oprime o povo de Deus
Naum forma uma sequência ao livro de Jonas, que profetizou aproximadamente um século antes. Jonas reconta a remissão do julgamento prometido para com Nínive, enquanto Naum escreve o ultimo julgamento de Deus. Esta profecia trouxe conforto a Judá e todos que temiam os cruéis assírios. Naum disse que Nínive terminaria “com uma inundação transbordante” no cap. 1.8; isso aconteceu quando o Rio Tigre transbordou e destruiu o suficiente das paredes para deixar os babilônicos entrarem; também predisse que a cidade seria escondida no cap. 3.11. Após sua destruição em 612 a.C., o lugar não foi descoberto até 1842 d.C.
A cidade que todos a temiam, pois, o seu exército era mal e não tinha piedade de ninguém. Esta cidade era conhecida como “A cidade Sanguinária” porque ela não perdoava ninguém mesmo.
O povo de Deus temia esta cidade, pois a perseguição que poderia ocorrer era de dar medo a qualquer um. Não existia solução para tudo isso. O que esta cidade sabia fazer era oprimir o povo de Deus.

P2 O povo de Deus ainda hoje é oprimido
Ainda hoje o povo de Deus é oprimido quando bate de frente com um sistema corrupto e tenta fazer a diferença aonde está, seja no seu trabalho, na faculdade ou em qualquer outro lugar. O povo de Deus ainda assim é oprimido pelo simples fato de ser diferente e ir na contramão de tudo e todos.
Olhando para tudo isso, a única coisa que conseguimos enxergar é o medo, o desespero e mais nada, tudo isso domina o nosso coração e não temos força para nada. Enxergamos somente o fracasso e de que Deus não olha para nós e não se importa com que nós, o seu povo, estamos passando. O que nos deixa preocupado é que o povo de Deus ainda hoje é oprimido, a Igreja parece não ter mais voz na sociedade, ainda vemos irmãos nossos sendo caçados e oprimidos por pregarem o evangelho, não tem liberdade de expressão, a sua voz não é ouvida.

P3 Deus cuida de seu povo, manifestando seu juízo contra os opressores
A mensagem de Naum é: “A mim me pertence a vingança; eu retribuirei, diz o Senhor”. “O Senhor é um Deus zeloso e que toma vingança”. E olhando a palavra aqui, vemos que significa o sentimento de Deus para com Seus inimigos. Deixa bem claro que a grande verdade é que a ira de Deus é provocada pela iniquidade. Deus tolera por muito tempo todos os vacilos dos homens, mas chega a hora que a sua ira é despertada. E então ele castiga os que o provocaram.
Mas Deus, em sua infinita graça, por olhar e ver que aquele momento o seu povo poderia sofrer nas mãos do exército assírio, e que ainda mais, eles dariam risada de tudo, olha e vê que seu povo precisa de ajuda.
Nós também estávamos mortos, e merecíamos também a ira de Deus. Não tinha nada e nem ninguém que pudesse redimir aquilo que nós fizemos para Deus. Mas assim Deus colocou Jesus Cristo em nosso lugar, e é ele quem toma todo o cálice da ira de Deus. Ninguém mais podia suportar a não ser mesmo o próprio Deus encarnado e para isso se entregando numa Cruz. E ali naquele lugar nosso pecado morre com Cristo, a ira de Deus está sobre Jesus como estava com Nínive, o pecado e tudo quanto é sujeira foi destruído. Mas com Cristo a história é outra e diferente de Nínive; Cristo ressurge e com Ele uma nova nação aonde o pecado não dita mais as regras para nós.

P4 Deus, ainda hoje, cuida do seu povo
Deus ainda hoje cuida de nós, nos mostrando o evangelho e para isso também ele nos usa como instrumentos nas suas mãos. Mesmo que as pessoas batam a cabeça, tenham suas desilusões, Deus cuida de nós, nos mostrando através do evangelho o seu amor. Assim como foi com o povo de Israel, livrando das mãos perversas de Nínive, que ainda hoje ele olha para nós e seu amor continua sendo o mesmo, nos livrando da condenação do pecado, e que não se importa com que podemos dar, mas com que somos realmente.
E ainda temos a missão, assim como Naum, de levar o evangelho e essa palavra libertadora para mais pessoas ao redor do mundo ou em qualquer outro lugar. Como manifestadores da graça de Deus hoje, temos o dever de cuidar de todos e mostrar que essa verdade que temos é libertadora e que é a única saída para qualquer pessoa.
E ainda mais, que um dia Cristo irá voltar e aí quem não reconhecer o evangelho e quem Cristo é, terá que enfrentar esse juízo por completo. Portanto, temos nós o dever de manifestar Cristo, porque Ele irá voltar para buscar sua igreja para morar com Ele eternamente.

(Mensagem pregada pelo Seminarista Pedro Henrique Diniz Rosa, em 3 de abril de 2016)

 
 
IPA . Igreja Presbiteriana de Americana © 2014-2015 . Todos os direitos reservados . Criado por DRW Integrada
 
Quem Somos Sociedades Ministérios Informações Contatos
Notícias
Agenda
Boletim Semanal
Galeria de Fotos
Galeria de Vídeos
Mensagens
Estudos
IPA TV
Fale Conosco
Atendimento
Congregações
Cadastre-se