R. Sete de Setembro, 363 - Americana, SP
55 (19) 3461.7048 - (19) 3461.1865
ipamericana@ipamericana.org.br
Tema do Mês
Fé centralizada na pessoa de Cristo
Lucas 2. 11
 
 
 
Mensagens
 
27/03/2016
A NECESSÁRIA RESSURREIÇÃO

TEXTO: João 20.1-18

“E se???...” você já deve ter feito alguma pergunta do tipo ou seu filho deve ter feito! “E se eu tivesse escolhido tal coisa?” “E se tivesse tomado tal decisão?” No campo religioso: “E se Adão e Eva não tivessem pecado?”. “E se Jesus não tivesse nascido?”. E se não tivesse ressuscitado?”. Bem, não temos como responder a muitas destas hipóteses, mas em relação à ressurreição de Cristo sim: se Cristo não tivesse ressuscitado, tudo seria vão! (1Co 15.14).
Entretanto, a Bíblia assegura e relata a ressurreição de Cristo. Foi um fato, descrito e comprovado pela Escritura. O texto básico da mensagem narra a ressurreição de Cristo. Observe o v. 9: “Pois ainda não tinham compreendido a Escritura, que era necessário ressuscitar ele dentre os mortos”. Sim! Era necessário que Cristo ressuscitasse. Mas, por quê?

TEMA: A NECESSÁRIA RESSURREIÇÃO

1) PARA CUMPRIR A ESCRITURA
Relembrem o que dizem as Escrituras: Salmo: 16.10, 11; Salmo 110.1, 4; Salmo 118.22-24; Isaías 53.11, 12. Essas belas passagens passam a ter um novo sentido. Agora têm um novo significado.
Como no caminho de Emaús, depois que Cristo expõe a Escritura (Lucas 24.26-27), aqueles caminhantes relembram como lhes ardia o coração ao ouvir as verdades do antigo testamento que já apontavam para a necessária ressurreição do Messias de Deus.

2) PARA COMPLETAR A OBRA DA REDENÇÃO
Cristo morreu! Sim, um cordeiro sem mancha, sem mácula, sem dolo, pecado, concupiscência teve de ser sacrificado, pois “sem derramamento de sangue não há remissão de pecados”. O Filho de Deus morre como substituto do povo – crucificado entre os criminosos.
Mas não permaneceu morto: Deus o ressuscitou! A Escritura atesta esta verdade: At 2.24; At 2.32; At 3.15; At 4.10; At 5.30; At 10.40; At 13.30; At 13.37; Rm 10.9.
A obra de redenção devia ser completa. A morte não poderia ser a última palavra! “Tragada foi a morte pela vitória!” (cf. 1 Coríntios 15.54-58)

3) PARA CERTIFICAR A NOSSA
A ressurreição de Cristo. Um novo começo! Luz nas trevas! A vida vencendo a morte! Aqui tudo muda. A ressurreição de Cristo dos mortos é a fonte da viva esperança: I Co 6.14; 1 Pedro 1.3.
“Agora, podemos sorrir novamente. Todos nós podemos ser felizes de novo. Uma esperança viva e real, um desejo mais a expectativa mais a convicção de que nossa vida não é em vão. Uma esperança não baseada em lendas ou fantasias, mas sobre a inamovível Rocha da ressurreição do túmulo de Cristo” (Hendriksen).
Ele vive! Portanto, a vida vale a pena. Assim, todas as coisas cooperam... Nós também viveremos. E consequentemente, a maldição que estava sobre o universo foi removida e aguardamos um novo céu e uma nova terra. Todas as trevas foram dispersas. A esperança vive novamente.
“Não temam”, disse o anjo, “eu sei que vocês procuram Jesus, o crucificado. Ele não está aqui. Ressuscitou como dissera! Vinde ver onde jazia!”.

CONCLUSÃO:
Já que Cristo ressuscitou, tudo muda: a Escritura se cumpriu; a obra de redenção está completa e a nossa ressurreição certificada!

(Mensagem pregada na Páscoa de 2016 – 27/3/2016, pelo Rev. Jabis)

 
 
IPA . Igreja Presbiteriana de Americana © 2014-2015 . Todos os direitos reservados . Criado por DRW Integrada
 
Quem Somos Sociedades Ministérios Informações Contatos
Notícias
Agenda
Boletim Semanal
Galeria de Fotos
Galeria de Vídeos
Mensagens
Estudos
IPA TV
Fale Conosco
Atendimento
Congregações
Cadastre-se