R. Sete de Setembro, 363 - Americana, SP
55 (19) 3461.7048 - (19) 3461.1865
ipamericana@ipamericana.org.br
Tema do Mês
Fé centralizada na pessoa de Cristo
Lucas 2. 11
 
 
 
Mensagens
 
09/11/2014
COMPREENSÕES ESSENCIAIS A RESPEITO DE JESUS

Texto:  Lucas 9.18-36

I – Introdução

       Quem é Jesus Cristo? Qual nosso relacionamento com ele? O Brasil é considerado um país cristão. Entretanto, a grande maioria dos brasileiros não responderia adequadamente as perguntas iniciais deste texto. É importante que nós, cristãos, tenhamos uma compreensão adequada a respeito do Senhor Jesus Cristo.

 

II – Narração

        Lucas 9 marca o fim do grande ministério de Jesus Cristo na região da Galiléia. Ele está prestes a iniciar sua “viagem” rumo a Jerusalém. Antes de fazer a viagem ele quer saber de seus discípulos qual a opinião pública a respeito dele. Se qualquer um de nós perguntasse aos amigos o que as pessoas dizem a nosso respeito, seria uma demonstração de orgulho, mas o mesmo não se aplica ao Senhor Jesus Cristo. As opiniões a respeito de Jesus Cristo já não eram adequadas. Uns diziam: João Batista, outros, Elias ou alguns dos profetas. Quando o Senhor Jesus pede a opinião dos discípulos, Pedro toma a palavra e afirma corretamente que Jesus era o Messias de Deus. Segue-se palavras sobre seu sofrimento e o custo do discipulado. Depois de uma semana acontece, num monte, a transfiguração do Senhor Jesus Cristo.

 

III – Tema: Compreensões essenciais a respeito de Jesus.

 1)      Sobre sua pessoa ( vs. 18-21) . É mister que tenhamos uma compreensão adequada da pessoa de Jesus Cristo. Todos precisamos saber quem ele é, pois nosso destino eterno é determinado pelo que pensamos de Jesus Cristo. É impossível estar enganado sobre Jesus Cristo e ter um relacionamento correto com Deus.

2)      Sobre seu sacrifício ( vs. 22-26). É importante compreender o sacrifício de Jesus Cristo. Quando ele nasce, nasce marcado para morrer. Na ocasião de seu batismo, João Batista já apontava: “eis o Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo”. Ele é Cordeiro de Deus. Seu sacrifício é substitutivo. Morreu por mim e por você.

3)      Sobre seu reino ( vs. 27-36). A  partida para Jerusalém estava próxima. Como um prelúdio, antes do sofrimento, Deus Pai quer exaltar o Filho. Num monte, com o propósito de orar, acompanhados por três discípulos, ele é exaltado como aquele que tem que ser ouvido. Ele é Rei. Tem um reino. Um reino onde eu e você seremos súditos. É importante que tenhamos plena consciência  da realeza e do reino do Senhor Jesus Cristo. É onde iremos morar eternamente.

 

IV – Conclusão:

 
 
IPA . Igreja Presbiteriana de Americana © 2014-2015 . Todos os direitos reservados . Criado por DRW Integrada
 
Quem Somos Sociedades Ministérios Informações Contatos
Notícias
Agenda
Boletim Semanal
Galeria de Fotos
Galeria de Vídeos
Mensagens
Estudos
IPA TV
Fale Conosco
Atendimento
Congregações
Cadastre-se