R. Sete de Setembro, 363 - Americana, SP
55 (19) 3461.7048 - (19) 3461.1865
ipamericana@ipamericana.org.br
Tema do Mês
Fé centralizada na pessoa de Cristo
Lucas 2. 11
 
 
 
Mensagens
 
02/11/2014
ADVERSATIVAS DA SALVAÇÃO

ADVERSATIVAS DA SALVAÇÃO – GF

497º DA REFORMA PROTESTANTE

 

TEXTO: Efésios 2.1-22

INTRODUÇÃO:

Você sabe o que é conjunção coordenativa adversativa? Ela introduz uma oração que é o contrário (o avesso) do que seria a conclusão lógica. Ex.: Trabalhei muito, mas não fui promovida; Estudei, mas não tirei boa nota. 

 

EXPLICAÇÃO:

Ef 2.1-10 está em estreita conexão com o capítulo anterior. Assim, a Igreja, o corpo de Cristo, cuja construção foi feita por Deus (cf. 1.22-23), tem seu ponto de partida na união de todos os homens pecadores, afastados de Deus e dignos de condenação. 

Esta passagem já recebeu o nome de Pequena Epístola aos Romanos. Apresenta de modo condensado alguns dos principais temas de Rm: a extensão do pecado a todos; a salvação pela pura graça de Deus em Cristo; a salvação mediante a fé; a exclusiva glória de Deus. Falta apenas o tema da justificação que aqui foi substituído pelo tema da igreja na qual se efetua a reconciliação.

Este capítulo apresenta as adversativas da salvação.

 

TEMA: AS ADVERSATIVAS DA SALVAÇÃO

1) MORTOS NO PECADO, MAS VIVIFICADOS EM CRISTO (v.1-10)

Toda a existência humana estava tão atingida pelo pecado que só poderia ser caracterizada como morta. Paulo fala diversas vezes sobre o poder da morte como consequência do pecado. Sem Cristo a vida desemboca na morte e perde o seu sentido de verdadeira vida. Enquanto mortos, agíamos de acordo com o curso deste mundo, segundo o príncipe da potestade do ar, segundo os filhos da desobediência, segundo as inclinações da carne, fazendo a vontade da carne e dos pensamentos. Diante desse sombrio pano de fundo da descrição de como o ser humano é refém da morte, Paulo coloca o “MAS”, o porém da misericórdia divina.

Mas!!! Mas, em Cristo, andávamos! Éramos filhos da ira! Exatamente por que ele veio até nós, e nos deu vida, gratuitamente! Deus derrama sobre os crentes a suprema riqueza de sua graça, é rico em misericórdia. Por seu agir, transformou mortos em vivos. Mortos no pecado agora vivificados em Cristo e os insere numa nova realidade: uma nova conduta;  nos ressuscita e nos faz olhar para a eternidade e numa nova finalidade: v.7.

 

2) ESTRANGEIROS, MAS RESGATADOS POR CRISTO (v.11-22).

Paulo recorda a situação passada daqueles que estavam sem Cristo. Separados da comunidade e estranhos às alianças da promessa; peregrinos e estrangeiros, sem esperança e sem Deus no mundo! 

Que quadro desgraçado, irmãos! Aqueles que estão distantes, sem Deus, não têm esperança! Longe de Deus não há esperança, não há paz! São estrangeiros. Estranhos. 

Mas!!!! MAS agora em Cristo fomos resgatados. A guinada radical acontece na pessoa de Cristo (v.13) – “Mas agora, em Cristo, vós, que antes estáveis longe, fostes aproximados pelo sangue de Cristo! A fundamentação da mudança está em Cristo! Ele é a nossa paz! Ele derrubou a parede da separação, a inimizade, e reconciliou consigo mesmo por meio da cruz, aqueles que antes eram peregrinos e sem esperança.

Pela cruz, o meio da salvação, o símbolo do poder de Cristo para vencer todos os obstáculos,  paz envolve a superação dos antagonismos: antes estranhos, agora cidadãos; antes, sem cidadania, agora cidadãos do Reino; antes viviam sem Deus, agora são casa e família de Deus, são templo de Deus. Já não são mais sem esperança – sua esperança agora está em Deus! Aqueles que são resgatados, são agora inseridos na família da fé (v. 19). Já não são mais peregrinos e estrangeiros. Já não são mais sem graça. São agora edificados sob um firme fundamento: dos apóstolos e profetas, tendo a Jesus como pedra angular! Sendo agora habitação de Deus.

 

CONCLUSÃO:

 
 
IPA . Igreja Presbiteriana de Americana © 2014-2015 . Todos os direitos reservados . Criado por DRW Integrada
 
Quem Somos Sociedades Ministérios Informações Contatos
Notícias
Agenda
Boletim Semanal
Galeria de Fotos
Galeria de Vídeos
Mensagens
Estudos
IPA TV
Fale Conosco
Atendimento
Congregações
Cadastre-se