R. Sete de Setembro, 363 - Americana, SP
55 (19) 3461.7048 - (19) 3461.1865
ipamericana@ipamericana.org.br
Tema do Mês
Fé centralizada na pessoa de Cristo
Lucas 2. 11
 
 
 
Mensagens
 
28/05/2017
A ASCENSÃO DE CRISTO

ASCENSÃO DE CRISTO
TEXTO: Atos 1.6-11

EXÓRDIO:
Num mundo globalizado como o nosso, é muito comum a adição de novas palavras ao nosso vocabulário, seja formal ou informalmente. Uma delas é a palavra “empoderamento”. “A palavra, um neologismo do educador Paulo Freire que tem origem no termo inglês “empowerment” que conceitua o ato ou efeito de promover conscientização e tomada de poder de influência de uma pessoa ou grupo social, geralmente para realizar mudanças de ordem social, política, econômica e cultural no contexto que lhe afeta”.

EXPLICAÇÃO:
O texto que lemos narra o maravilhoso momento em que Cristo, ressurreto, foi elevado às alturas depois de passar 40 dias com os discípulos. O ministério terreno de Cristo se encerra aqui: encarnação, humilhação, ascensão e glorificação – completam a obra meritória de Cristo.

Havia ainda entre os discípulos a equivocada ideia de um governo terreno que esperavam ser instaurado por Cristo (v. 6). A pergunta dos discípulos (v. 6), foi respondida por Cristo que ensina lições sobre sua ascensão!

A ASCENSÃO DE CRISTO

1) EMPODERA A IGREJA PARA A MISSÃO (v. 6-8)
Jesus compreende a pergunta dos discípulos sobre o futuro, sobre o porvir. O que virá? Quando virá? Brandamente repreende os discípulos por sua limitada compreensão da extensão do Reino de Deus. O Pai tem pleno controle do calendário dos acontecimentos mundiais e levará tudo ao seu destinado fim.

Até lá o que deve acontecer? O que deve a igreja fazer até que se completem os dias? Ela receberá poder – dinamismo, força, vigor – para ser testemunha! Ela será cheia do Espírito Santo para falar do amor de Deus até aos confins da terra – é a promessa de Cristo, cumprida no Pentecoste! Somente por intermédio do poder e da morada da pessoa do Espírito Santo é que os discípulos serão capazes de testemunhar Jesus Cristo.

 

2) O EXALTA EM GLÓRIA COMPLETA (v. 9)

A ascensão foi a restauração da glória de Cristo anterior à sua encarnação. Jesus já havia predito a sua ascensão – João 6.62. Com ela Cristo volta à glória e assenta-se à direita do Pai ocupando sua posição de soberano (João 17.5).

Vale lembrar o Hino Cristológico de Paulo em Filipenses 2.5-11.

 

3) PRENUNCIA A SUA VOLTA GLORIOSA (v. 10-11)

Que cena maravilhosa: Jesus subindo aos céus! Dois varões de branco o recepcionam. Voltam-se aos discípulos: “... por que estais olhando as alturas? Esse Jesus que dentre vós foi assunto ao céu virá do modo como o vistes subir”.

Essa palavra angélica estabelece uma ligação profunda entre a subida de Cristo ao céu e a sua volta ao fim dos tempos. A permanência de Cristo no céu, para ele definitiva, fica como uma etapa transitória na economia da salvação: ele lá permanece até sua manifestação última quando da restauração universal.

A afirmação profunda que ressalta de todos esses temas é que o Cristo triunfador da morte inaugurou um novo modo de vida junto de Deus. Está preparando um lugar para os seus eleitos, e, um dia, retornará – João 14.1-3.

 

(Mensagem pregada pelo Rev. Jabis no dia 28 de maio de 2017)

 
 
IPA . Igreja Presbiteriana de Americana © 2014-2015 . Todos os direitos reservados . Criado por DRW Integrada
 
Quem Somos Sociedades Ministérios Informações Contatos
Notícias
Agenda
Boletim Semanal
Galeria de Fotos
Galeria de Vídeos
Mensagens
Estudos
IPA TV
Fale Conosco
Atendimento
Congregações
Cadastre-se